×

Publicidade

Artigos

Fé e Política

João Baptista Herkenhoff
Juiz de Direito aposentado (ES) e escritor
É possível que alguém se comprometa com causas populares, com transformação das estruturas políticas e sociais, em nome do Evangelho?
      Muitos negam qualquer vinculação entre Evangelho e Política.
     Chegam mesmo a recorrer a uma frase bíblica para argumentar pela ilegitimidade do engajamento político, sob a luz da Fé Cristã. 
     O texto invocado com freqüência é muito conhecido:
     “Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”.
     As teses que contradizem a pretendida separação entre Fé e Política também são muitas.
     Essas teses querem que a Fé ilumine a Política.
   Que a Fé faça desabrochar valores éticos e sociais e dê sustentação aos Direitos Humanos.
    Jean-François Collange, professor de Teologia Protestante da Universidade de Strasbourg, mostra que, fundamentalmente, o traço de união indissociável entre Cristianismo e Direitos Humanos resulta de que o valor do homem, diante de Deus, não está nem na cor de sua pele, nem no seu sexo, nem no seu estatuto social, nem muito menos na sua riqueza, mas no fato de que em Cristo ele é aceito como filho de um mesmo Deus. 
Isto de cada um, de sua parte, reconhecer-se como filho de um mesmo Pai, conduz a uma fraternidade autêntica, base dos Direitos Humanos.
 
P. S. – É livre a publicação deste texto em jornais, como artigo ou na coluna de Cartas dos Leitores.
É também livre a transmissão, de pessoa para pessoa.
Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.