×

Publicidade

Celebridades

“Covarde e machista”, diz Antônia Fontenelle sobre a morte de Batoré

 

Antônia Fontenelle segue causando! Dessa vez, uma fala da loira sobre a morte do humorista Batoré repercutiu na internet. A apresentadora chamou o artista de “covarde e machista”, por conta de uma história que aconteceu no passado entre os dois.

“Hoje morreu um cearense, que todos chamam de humorista, e que para mim ele não passava de um cara covarde, machista e que me apontou, me julgou, foi cruel, foi covarde comigo, sem nunca ter me visto na vida, sem nunca eu ter feito nada com ele, o tal do Batoré”, iniciou no relato.

Continua após a Publicidade

Antônia já chegou a processar Batoré após o humorista chamar ela de “rapariga”, solicitando uma quantia de 110 mil reais

“Agora um monte de gente: coitadinho, Batoré morreu! Coitadinho o c*, não é porque ele morreu, que ele passou a ser santo e vai morar com Deus”, finalizou.

O FALECIMENTO

Uma triste perda acometeu o Brasil nesta segunda-feira, 10 de janeiro: Ivanildo Gomes Nogueira, conhecido como Batoré, morreu em São Paulo aos 61 anos de idade. A informação foi confirmada ao OFuxico por Juca, rapaz que trabalhava com o artista na parte de shows.

Ainda, Juca afirmou que Batoré vinha de um quadro grave de depressão, e por conta disso, havia emagrecido muito nos últimos tempos.

De acordo com o site G1, o ator e humorista morreu vítima de um câncer na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital. Em nota, a Prefeitura declarou: “As informações médicas foram repassadas à família e a Secretaria Municipal de Saúde lamenta o ocorrido”.

Nascido de Serra Talhada, em Pernambuco, Ivanildo se mudou para São Paulo ainda criança, chegando a jogar futebol nas categorias de base de times paulistas antes de se tornar ator. Como Batoré, ele ficou famosos por integrar o elenco do humorístico “A Praça é Nossa”.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.