×

Publicidade

Celebridades

‘Tomei muito remédio e dormi’, diz Nego do Borel sobre sumiço

Cantor negou que estivesse com mulheres - a polícia tinha dito que ele estava com duas. Família tinha registrado desaparecimento na segunda-feira (4).

O cantor Nego do Borel deu explicações sobre o sumiço que deu entre a segunda-feira (4) e esta terça, que chegou a motivar um registro de ocorrÊncia por parte da mãe.

“Saí ontem, não avisei minha mãe, quis me isolar porque estou passando por um momento muito difícil, muitas coisas acontecendo na minha vida, mas eu quis ficar sozinho. Não sabia que minha mãe ia na delegacia e ia dar toda essa repercussão”, afirmou o cantor, que pediu desculpas à mãe.

“Tomei muito remédio e aí dormi, dormi, eu queria dormir… Aí acordei e tava toda essa repercussão”, disse o cantor, que negou que estivesse com mulheres.

Continua após a Publicidade

Nego do Borel foi encontrado no começo da tarde desta terça-feira (5) em um motel em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio. Ao chegar à Cidade da Polícia para depor, o funkeiro fez gestos obscenos (assista acima).

A família de Nego tinha registrado o desaparecimento do artista nesta segunda-feira (4). Na ocasião, a mãe de Nego, Roseli Viana Gomes, contou na 42ª DP (Recreio) que, no último domingo (3), tentou impedir que Nego saísse de casa. O cantor não obedeceu e, desde então, não tinha dado mais notícias.

A assessoria de imprensa da Polícia Civil afirmou que Nego do Borel estava em um quarto do Hotel Corinto ao lado de duas mulheres. A assessoria do artista nega.

Segundo o assessor Anderson Faria, o cantor estava sozinho no motel.

“Ele está muito medicado, ele tomou um remédio muito forte. Ele está notoriamente muito grogue com remédios”, disse o assessor.

A polícia chegou a enviar equipes a a Itacuruçá, na Costa Verde fluminense, após ter recebido informações de que o funkeiro tinha sido visto naquele distrito de Mangaratiba na tarde desta segunda.

Nego do Borel estende os dedos médios para a imprensa quando chegou à Cidade da Polícia — Foto: Henrique Coelho/G1

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.