×

Publicidade

Coluna da Mandela

‘A Garota da Pulseira’ é destaque no Festival Varilux

A atriz Melissa Guers como Lisa no filme 'A Garota da Pulseira'

Rio de Janeiro, 27 de outubro de 2020 – “A Garota da Pulseira” (La Fille Au Bracelet), longa-metragem francês dirigido por Stéphane Demoustier é um dos destaques da 11ª edição do Festival Varilux de Cinema Francês, que acontece entre os dias 19 de novembro e 3 de dezembro nos cinemas de todo o país. No filme, Lisa (Melissa Guers) é uma jovem de 18 anos acusada pelo assassinato de sua melhor amiga. Como era de se esperar, seus pais (Roschdy Zem e Chiara Mastroianni) ficam a seu lado. Durante o julgamento, porém, sua vida secreta começa a se desdobrar, assim como suas ações e opções de vida, o que deixa a dúvida se ela foi ou não a culpada pelo crime. A trama se adensa: quem é Lisa? Nós realmente conhecemos aqueles que amamos?

O drama da garota, que pode ter matado ou não a sua melhor amiga, se passa dentro de um tribunal de justiça, dois anos após o acontecimento e impressiona pela precisão e pela constante mudança de cartas, onde o espectador tem a oportunidade de viver o julgamento como se também fosse um dos jurados do caso. O filme estreou em 2019, no Festival de Locarno e destaca a atuação do elenco. Chiara Mastroianni, filha de Catherine Deneuve e do ator italiano Marcelo Mastroianni interpreta a mãe de Lisa, que ao lado do marido, papel do ator Roschdy Zem – ganhador em 2020 do Cesar de melhor ator com o filme  “Roubaix, Une Lumière” -, enfrenta a vida secreta da filha. Anaïs Demoustier, que também é irmã caçula do diretor, ganha destaque no papel da rude e crítica advogada geral do caso. Em seu primeiro papel nos cinemas – e ainda como  protagonista – está Melissa Guers, de 23 anos. A distribuição é Bretz/ MyMamma.

Continua após a Publicidade

Sobre o diretor Stéphane Demoustier

Francês, nascido em Lille, no ano de 1977, Demoustier é produtor e diretor. Responsável pela direção dos longas “Love” (2014) e “Allons enfants” (2018). Também assina a direção dos curtas: “Dans la Jungle de Villes” (2009), “Bad Gones” (2011) e,”Fille du Calvaire” (2012).l.

O Festival Varilux de Cinema Francês 2020

Um clássico e 18 longas-metragens inéditos e recentes (2019/2020) da cinematografia francesa integram a seleção do Festival Varilux 2020 que será realizado em todo país. Entre eles, um documentário e 18 longas de ficção com gêneros como comédia, drama e animação. Ainda não há um número definido de cidades e de cinemas participantes. Devido à pandemia do novo coronavírus, alguns exibidores terão a opção de programar o festival em datas diferentes – até o final de fevereiro de 2021. O importante, de acordo com a Bonfilm, produtora do evento, é que as produções cheguem ao público em todo Brasil e contribuam para a retomada dos cinemas do país.

O patrocinador principal é o grupo Essilor Varilux e seu apoio se dará por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. O festival conta também com o apoio da Embaixada da França, das Alianças Francesas do Brasil e da Unifrance. Outros parceiros são Ingresso.com, Club Med e Dispositiva, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.