×

Publicidade

Coluna da Mandela

As Panteras – Novo Filme não consegue sobressair

Resultado de imagem para As Panteras – Novo Filme

O filme abre com a festa de aposentadoria do Bosley mais antigo da agência, vivido por Patrick Stewart.

Logo de cara o novo As Panteras deixa claro. Esta não é uma reinvenção da franquia – os tão populares reboots –, e sim uma continuação direta, não apenas dos filmes da década passada (com Cameron DiazDrew Barrymore e Lucy Liu), como também da série de TV dos 70’s que originou tudo. O filme abre com a festa de aposentadoria do Bosley mais antigo da agência, vivido por Patrick Stewart. Isto é, precedida por uma cena de ação no Rio de Janeiro, onde Kristen Stewart arranha algumas palavras num português incompreensível aos brasileiros.

As duas cenas iniciais são os momentos de maior brilho no mais recente longa da franquia. E quem dera o resto do filme seguisse a criatividade orquestrada aqui, em unir tudo num mesmo universo, apelando aos fãs da marca. Mas o roteiro e direção de Elizabeth Banks, que também vive um dos inúmeros Bosley, são seguros demais e parecem ter medo de arriscar ou ousar. Digam o que quiserem dos filmes com Diaz, Barrymore e Liu, mas pelo menos sabiam.

Continua após a Publicidade

A trama escolhe voltar a uma história de origem, na qual três detetives dentro de uma grande agência se conhecem e uma delas é alistada. Quando o filme começa, Kristen Stewart e Ella Balinska já são operantes em campo, realizando uma missão. Se a analogia comparativa servir, Stewart é a Barrymore da vez, a bagaceira rock n roll, que adora beber e zoar. Balinska é Liu, a sexy, durona e inteligente, que leva o trabalho mais a sério. E completando o trio, Naomi Scott seria Diaz, a meiga, inocente e, de certa forma, a protagonista, visto que este filme trata de sua história de origem e treinamento junto à agência.

O trio está bem, leve e solto. As atrizes demonstram que possuem química em cena e realizam muitas de suas próprias proezas físicas. As jovens estão em grande forma e simplesmente belíssimas. E sim, temos uma cena de dança na pista de uma boate, com Balinska e Stewart rebolando e exalando sensualidade. Além disso, Scott, famosa por sua afinação como cantora no recente Aladdin (no qual viveu a princesa Jasmine), ensaia umas rimas cantadas numa cena. A atmosfera pop também se faz presente, apesar desta ser uma obra levada num tom mais sério. Mesmo assim temos espaço para perucas e roupas extravagantes – Stewart se veste de jóquei, por exemplo, e persegue criminosos montada num cavalo.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.