×

Publicidade

Coluna do Udes Filho

Bolsonaro diz amar o Nordeste e ter ‘sangue de cabra da peste’ na família

Presidente fez a primeira viagem à região após afirmar que 'daqueles governadores de paraíba, o pior é o do Maranhão'. Governador da Bahia se recusou a participar da inauguração de aeroporto ao lado de Bolsonaro.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (23) em evento em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, que ama o Nordeste (veja vídeo acima). A declaração foi dada durante a cerimônia de inauguração do Aeroporto Glauber Rocha.

A viagem do presidente é a segunda ao Nordeste desde que ele tomou posse e a primeira após a polêmica causada por declaração sobre governadores da região. Em conversa informal com o ministro Onyx Lorenzoni na última sexta-feira (19), o presidente afirmou que “daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão”.

veja vídeo

Continua após a Publicidade

“Eu amo o Nordeste, afinal de contas, a minha filha tem em suas veias, sangue de cabra da peste. Cabra da peste de Crateús, o nosso estado aqui, mais pra cima, o nosso Ceará. Quem é nordestino aqui levanta o braço. Quem concorda com o presidente Jair Bolsonaro levanta o braço. Estamos juntos ou não estamos?”, declarou nesta terça.

“Não estou em Vitória da Conquista, não estou na Bahia, nem no Nordeste. Estou no Brasil. Não há divisão entre nós: [divisão por] sexo, raça, cor, religião ou região. Somos um só povo com um só objetivo: colocar esse grande país em um lugar de destaque que merece.”

Durante o discurso, Bolsonaro defendeu o respeito às religiões e voltou dizer que, embora o estado seja laico, ele é cristão. A afirmação já havia sido feita por Bolsonaro no início de julho, em evento no Senado, quando disse que indicaria um ministro evangélico para o Supremo Tribunal Federal.

Governador não participou de inauguração

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), se recusou a participar do evento de inauguração do terminal aéreo nesta terça por considerá-lo restrito a poucos convidados, “como se fosse uma convenção político-partidária”. Desde o início da manhã, o terminal aéreo estava cerc

ado por tapumes.

Durante o discurso, Bolsonaro disse lamentar que Costa não estivesse no evento e que não tem preconceitos em relação a partidos, mas que não aceitava quem quiser “impor a nós o socialismo ou o comunismo”.

Assim como o governador Rui Costa, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Leal (PP), também informou que não participaria da cerimônia em solidariedade à decisão de Costa. Além deles, a filha do cineasta baiano que dá nome ao terminal, Paloma Rocha, se recusou a ir ao evento.

Bolsonaro usa chapéu de vaqueiro

Em um segundo pronunciamento, Bolsonaro voltou a defender o Nordeste, disse ser uma honra ser nordestino naquele dia e vestiu um chapéu de vaqueiro, de couro.

“Não é qualquer um que usa um trem desses na cabeça, não. Somos todos paraíba, somos todos baianos. O que nós não somos é aqueles que querem puxar pra trás o nosso estado, o nosso Brasil. Aí nós não somos”, afirmou.

Fonte:G1.com

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.