×

Publicidade

Coluna do Udes Filho

Com racha na base de Flávio Dino, 2º turno segue como incógnita em São Luís

O racha no consorcio de candidatos derrotados a prefeito de São Luís, promovido pelo governador Flávio Dino, aponta agora uma incerteza sobre o resultado final do segundo turno.

Conforme este colunista havia avaliado, se Flávio Dino conseguisse direcionar o apoio de todos os candidatos derrotados do consorcio ao Republicano Duarte Junior, o resultado já poderia ser antecipado antes mesmo que as urnas fossem contabilizadas.

Continua após a Publicidade

No entanto, o cenário real aponta para uma incerteza. Neste caso, a incerteza acaba favorecendo Eduardo Braide, na minha opinião. Por outro lado, quando se trata do Legislativo, se pode observar que Duarte tem potencial aumentado, já que conta com o maior número de vereadores eleitos, alinhados ao seu projeto político. E isso também pesa nas ruas e nas urnas. Mas a questão da Câmara Municipal, fica para uma outra postagem.

Voltando ao assunto inicial, os mais fortes dos candidatos derrotados do consorcio Flavio Dino, Neto Evangelista (DEM) e Rubens Junior (PCdoB) já caminham em lados opostos no segundo turno. Neto vai de Braide e Rubens seguirá com Duarte Junior.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.