×

Publicidade

Coluna do Udes Filho

Moradores de rua recebem kits de higiene para prevenção ao coronavírus em São Luís

Com o objetivo de prestar assistência e orientações sobre o novo coronavírus (Covid-19), o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD Estadual) realizou, nesta quarta-feira (25), a distribuição de kits de higiene a pessoas que se encontram em situação de rua na região central de São Luís. Na oportunidade, foram entregues cerca de 200 kits contendo máscara de proteção individual, álcool em gel e sabão líquido, além de material informativo sobre como evitar a infecção pela doença. Também participaram da mobilização a Delegacia de Costumes e a Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social de São Luís (Semcas).

A iniciativa é um desmembramento da Ação Resgate, mobilização em saúde realizada regularmente pelo CAPS AD Estadual em benefício da comunidade, especialmente às pessoas que se encontram em situação de rua, vulnerabilidade social ou que sejam dependentes de álcool e outras drogas.

Continua após a Publicidade

O coordenador do serviço de reabilitação e saúde mental da SES, Marcelo Costa, destacou o objetivo da iniciativa. “Como forma de evitar aglomerações em razão das medidas de prevenção e controle ao Covid-19, apenas uma pequena equipe formada por farmacêuticos e enfermeiros esteve presente. A ação teve princípio profilático, ou seja, promover a orientação, distribuindo material educativo sobre a maneira correta de lavar as mãos e demais medidas de saúde”, explicou Marcelo.

Além das dicas sanitárias, a iniciativa conseguiu retirar três pessoas que estavam em situação de rua, encaminhando-as para o CAPS AD Estadual para avaliação com a clínica médica e psiquiatra.

Segundo Joviano Furtado, responsável pelo 1º Distrito Policial de São Luís, buscou-se ir ao encontro das pessoas em situação mais vulnerável. “Devido o uso de drogas, por estarem nas ruas e também pela imunidade reduzida, essas pessoas acabam sendo as mais expostas ao vírus. Além disso, as aconselhamos a deixar as ruas, pois o Covid-19 tem contaminação rápida e por eles viverem sempre em grupos, facilitaria a proliferação da doença”, disse.

Para Marta Andrade, coordenadora do Busca Ativa da Semcas, a ação é resultado de uma parceria de sucesso entre Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado. “Aproveitamos a ação conjunta para mostrar a eles o quanto estão vulneráveis, da importância de se protegerem e também que existem profissionais e serviços dispostos a ajudá-los caso queiram deixar a situação em que estão”, declarou.

Manutenção de serviços

Sobre a manutenção dos serviços de saúde mental, o coordenador do CAPS AD Estadual afirmou ser fundamental. “Estamos evitando aglomerações e respeitando as orientações de contingenciamento. Por isso, fizemos a redivisão do atendimento sem deixar de dar assistência alimentar, medicamentosa, psicológica e social. Neste momento de crise, onde há um nível grave de tensão e estresse, existe também a grande probabilidade de recaídas, sem falar em outros transtornos mentais”, destacou Marcelo Costa.

O funcionamento do CAPS AD Estadual permanecerá o mesmo, sempre de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Entretanto, o fluxo foi atualizado como forma de evitar aglomerações. Agora, o acesso ao serviço da unidade de saúde mental da SES acontece de 7 em 7 dias, 15 em 15 dias e uma vez por mês.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.