×

Publicidade

Coluna do Udes Filho

Pandemia: multinacional espanhola Prosegur tenta dar golpe no Governo Federal e lesar vigilantes no Maranhão

Vídeos encaminhados à redação do O Quarto Poder mostram um funcionário da multinacional espanhola Prosegur sugerindo um “acordo por fora” para trabalhadores da empresa, dentro de uma de suas bases, em São Luís, capital do Maranhão. O acordo oficial, no papel, propõe a redução de 70% do salário dos funcionários, mas o homem “garante” que, na prática, a redução será de no máximo 50%.

A diferença seria paga pelo Governo Federal através do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e Renda (Bem), instituído através da Medida Provisória 936.

Continua após a Publicidade

Segundo a MP, o governo complementa a renda de trabalhadores afetados, usando como base o valor do seguro-desemprego, com redução proporcional da carga horária: 25%, 50% e 70%.

Assim, se o corte salarial for de 70%, o governo entrará com 70% do valor do seguro-desemprego ao qual o trabalhador teria direito, caso fosse demitido. O mesmo ocorre com as outras faixas de cortes.

“Como falei para vocês, a decisão não está em uma pessoa, em duas, em três, tá no colegiado. A diretoria tem que se reunir e fazer a análise do pedido. Mas de antemão, eu tô me comprometendo em ser 50%, não mais que isso. Eu tô me comprometendo, você pode tá gravando aqui, não vai ser mais que 50% a todos. Eu peço a celeridade de vocês para gente assinar logo isso, pra gente não perder mais tempo. E aí tem 30 dias, dia 20 de maio, para receber a primeira parcela do governo. Então eu tô me comprometendo com vocês, 50%. Vai tá escrito no acordo 70%? Vai. Mas a gente só vai aplicar os 50%”, propõe o funcionário no vídeo.

Ele então prossegue: “Eu peço aos senhores. Vamos assinar como está.”

Em uma votação simbólica, a maioria concorda com a proposta. Aí então surge um delegado sindical, aparentemente o autor da filmagem. Ele diz que só assinaria o acordo caso o desconto de 50% ficasse mais explicitado. “Olha, vou ser bem sincero com vocês, só vou assinar depois que estiver até 50% escrito no acordo. No papel aqui, se não for, não assino. Dentro de 20 minutos, 10 minutos ele redige isso aí e a gente assina. É só mudar lá, até 50%. Não vou assinar carta em branco. É preto no branco”.

O primeiro funcionário então insiste para que todos assinem o acordo como está (com desconto de 70%) e volta a garantir o desconto máximo de 50%. “A gente precisa assinar esse acordo, com o compromisso de descontar 50%”. Após alguma discussão, não fica claro se a fraude foi concretizada.

O Quarto Poder aguarda os posicionamentos oficiais do Sindicato dos Vigilantes do Maranhão – SINDVIG-MA e do MPT-MA -Ministério Público do Trabalho do Maranhão.

Fraude

A MP 936 determina multa para irregularidades desse tipo, que vão de R$ 15.323,04 a R$ 42.562, dependendo do porte da empresa. Ainda estão previstos autos de infração e representação junto à Polícia Federal, ao Ministério Público Federal (MPF) e ao Ministério Público do Trabalho (MPT), responsáveis pela parte criminal.

SOBRE A PROSEGUR

A Prosegur, além de atuar no Brasil, está presente em países como Argentina, Colômbia e Chile, tem um faturamento anual de cerca de 4 bilhões de euros e dispõe de 9 mil veículos blindados, 500 mil câmeras de monitoramento, 585 mil alarmes instalados e cerca de 100 mil caixas eletrônicos.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.