×

Publicidade

Coluna do Udes Filho

Prefeito Eudes Barros respeita TJMA e direito do autista ao proibir soltura de fogos ruidosos em Raposa

“Para nós, mães, é uma imensa vitória. Nossos filhos sofrem muito com a queima de fogos, alguns chegam a convulsionar. Pedimos às pessoas que tenham bom senso e empatia. Não cansaremos de lutar pelos nossos filhos e por seus direitos”.

Andreia Silva, líder fundadora do grupo Anjos Azuis de Raposa, criado e voltado para atenção as famílias de crianças com TEA (Transtorno do Espectro Autista)

O prefeito de Raposa, Eudes Barros, demonstrou o interesse e respeito pela luta do autista ao seguir decisão do Tribunal de Justiça do Maranhão, que proíbe a soltura de fogos de estampidos e de artifícios, bem como quaisquer artefatos pirotécnicos de efeito sonoro ruidoso nas cidades de Raposa, São Luís, Paço do Lumiar, São José de Ribamar. O Governo do Estado do Maranhão também é citado no processo e na decisão judicial.

A Prefeitura de Raposa, em respeito aos direitos do autista e ao TJMA, deu início ao cumprimento da sentença promovida nos autos da Ação Civil Coletiva n°0836570-95.2020.8.10.0001, de autoria da Associação dos Amigos do Autista do Maranhão – AMA-MA, ainda no período natalino, comunicando formalmente comerciantes da cidade e divulgando a informação em suas redes sociais e em grupos de WhatsApp locais.

Continua após a Publicidade

Entre outras situações, TJMA argumenta que de acordo com pesquisas 63% dos autistas não suportam estímulos acima de 80 decibéis e a poluição sonora advinda da explosão de fogos pode alcançar de 150 a 175 decibéis.

Para a ativista da causa, Andréa Silva, líder fundadora do grupo Anjos Azuis de Raposa, criado e voltado para a atenção às famílias de crianças com TEA (Transtorno do Espectro Autista), o cumprimento da sentença pela Prefeitura de Raposa é uma conquista para a luta do autista no município.

“É uma grande vitória! Desde a campanha eleitoral, eu e Poliana Gatinho (mãe ativista de São Luís), vínhamos lutando pelo não uso dos fogos. Juntamos forças e começamos uma campanha contra a soltura dos fogos, com a campanha consegui, aqui, em Raposa, um acordo com os candidatos a prefeitos para a não utilização dos fogos em suas campanhas eleitorais […] A AMA-MA entrou com uma Ação Coletiva em favor dos Autistas, no dia 12/12/2021 e foi proferida a sentença em nosso favor”, disse Andréa Silva.

Ainda em seu desabafo, a fundadora dos Anjos Azuis Raposa afirmou: “Para nós, mães, é uma imensa vitória. Nossos filhos sofrem muito com a queima de fogos, alguns chegam a convulsionar. Pedimos às pessoas que tenham bom senso e empatia. Não cansaremos de lutar pelos nossos filhos e por seus direitos”.

NOTA DO COLUNISTA

Algumas pessoas parecem descontentes com a proibição da soltura dos fogos ruidosos em Raposa. Mas quem pensa assim, desrespeita não apenas a Justiça, mas também o autista, categoria que muito luta para ver seus direitos reconhecidos.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.