×

Publicidade

Coluna do Udes Filho

Vereadores dizem que Prefeitura “agride” a Câmara em Imperatriz

Os vereadores informam que apenas cumprem sua obrigação de fiscalizar as ações do Poder Legislativo municipal e repudiam o uso da maquina administrativa para atacar a Câmara

Na manhã desta terça (13), vereadores de Impereatriz, que se sentiram atacados por um vídeo amplamente divulgado nas redes sociais, foram até a tribuna esclarecer fatos e lamentar a utilização da estrutura do município para atacar legisladores.

            Os ataques se baseiam na luta que Carlos Hermes (PCdoB), Ricardo Seidel, Aurélio (PT), Ditola e Bebé Taxista (Patriota), travam na liberação de 60% em cima de quase R$ 100 milhões de reais de precatórios do FUNDEF para os professores, enquanto a administração quer usar todo o recurso em melhorias na educação e construção de escolas. Esse dinheiro já está nas contas da Prefeitura do Município.

Continua após a Publicidade

            Os vereadores informam que apenas cumprem sua obrigação constitucional que é fiscalizar, e que as ações do Poder Legislativo municipal na vigia permanente dos gastos públicos é fundamental para garantir que a sua aplicação esteja de acordo com os interesses da comunidade.

            Ditola apresentou o vídeo onde a própria prefeitura mostra a situação precária de algumas escolas no tempo presente. Sem infraestrutura alguma, com esgoto a céu aberto, crianças pisando em lama, telhados, lousas, carteiras e bebedouros quebrados; alunos no calor, dentro do mato ou brincando em terrenos baldios, para em seguida exibirem estruturas no padrão MEC construídas na gestão passada e colocar os vereadores como oportunistas.

            “A própria equipe do prefeito torra a administração, mostrando que em quase 03 anos não conseguiram sequer arrumar as escolas já construídas pela gestão passada, que fez 15 prédios com menos recursos e reformou completamente mais 45. Em 32 meses desse governo já foram arrecadados só pelo icms da Suzano mais de 50 milhões de reais e até hoje não construíram uma escola sequer, mostrando a incompetência dessa administração. Agora usam a estrutura do município para fazer vídeos para detonar vereadores e professores, além de demonstrar desonestidade com a população. Aqui em Imperatriz recomendações de órgãos de controle só são cumpridas por essa administração quando beneficiam o prefeito”, disse.

            Ditola informa ainda que esse recurso do FUNDEF é visto como pedra de salvação pelo membros da administração municipal, pois com ele a gestão atual poderá dar uma reviravolta na imagem que tem na cidade, começando a realizar algumas obras.

            O presidente José Carlos pediu um aparte e solicitou que incluam o nome dele e dos vereadores Adelino (Solidariedade), Zesiel (PSDB) e Pedro Gomes (PSC) na lista dos cinco, pois estes também são a favor dos 60% para os professores.

 Cancelada audiência pública da prestação de contas da saúde

Antes de finalizar sua participação Ditola informou que audiência pública de apresentação de prestação de contas da saúde iria acontecer nesta quarta (14), mas de acordo com a lei, os relatórios devem ser enviados 48h antes da sessão para que todos tenham conhecimento e possam debater em cima de erros ou problemas identificados. Como a saúde não apresentou as documentações, a audiência foi suspensa e o município será notificado pelo não cumprimento da lei. Nova audiência será marcada.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.