×

Publicidade

Economia

Brasil fecha mais de 1,1 milhão de vagas formais entre janeiro e maio

Dados do Ministério da Economia apontam para 6.911.049 demissões e 5.766.174 contratações nos cinco primeiros meses de 2020

Desemprego

O Brasil fechou 1.144.875 vagas de emprego com carteira assinada no acumulado entre janeiro e maio de 2020, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (29), pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

De acordo com o Ministério da Economia, o resultado é fruto de 6.911.049 demissões e 5.766.174 admissões ao longo dos cinco primeiros meses de 2020, período marcado pela pandemia do novo coronavírus.

O resultado é o pior para o período de toda a séria histórica do Novo Caged, iniciada em 2010. Até então, o pior resultado no acumulado entre janeiro e maio havia sido registrado em 2016, quando o Brasil cortou 448.101 postos de trabalho com carteira assinada. No mesmo período do ano passado, foram abertas 351.063 vagas formais.

Continua após a Publicidade

Com os cortes de vagas, o estoque do emprego formal no Brasil caiu a 37.664.748 postos de trabalho, menor valor desde maio de 2011 (37.114.706 vagas).

Somente no mês de maio, o mercado de trabalho brasileiro fechou 331.901 vagas com carteira assinada. O resultado ocorreu em meio a 1.035.822 de desligamentos e 703.921 admissões.

Na semana passada, a pasta revelou que os trabalhadores brasileiros realizaram 3.648.762 pedidos de seguro-desemprego até primeira quinzena de junho, número 14,2% superior ao volume de solicitações realizadas no mesmo período do ano passado (3.194.122).

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.