×

Publicidade

Esporte

Tite anuncia convocação para Copa América e busca recuperar prestígio

Após frustrante participação na Copa de 2018, o técnico vê a próxima competição como uma nova oportunidade

O técnico Tite anunciará nesta sexta-feira (17), às 11h, na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) a lista de convocados da seleção brasileira para a Copa América, que será realizada no Brasil, entre os próximos dias 14 de junho e 7 de julho.

Após a frustrante participação do Brasil na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, quando a equipe foi eliminada pela Bélgica, nas quartas de final, o técnico busca a reafirmação em uma competição oficial.

Continua após a Publicidade

A seleção está invicta no período pós-Copa, tendo vencido os Estados Unidos (2×0), El Salvador (5×0), Arábia Saudita (2×0), Argentina (1×0) e Uruguai (1×0), em 2018.

Em 2019, o único tropeço foi o empate por 1 a 1 com o Panamá. No jogo seguinte, após um primeiro tempo fraco, venceu a República Checa por 3 a 1.

O bom aproveitamento nos amistosos, porém, não tem garantido a confiança da torcida no treinador. Isso mesmo com a garantia, feita pelo novo presidente da CBF, Rogério Caboclo, de que, independentemente do resultado na Copa América, seu trabalho terá continuidade até a Copa do Mundo de 2022 no Qatar.

O objetivo de Tite é recuperar seu status de treinador acima da média, mantido até o início do Mundial passado.

Para tanto, busca montar um grupo que mescle veteranos, que participaram inclusive da última Copa do Mundo, com jovens jogadores. E a base, certamente, será mantida para a próxima Copa. Principalmente se vencer a Copa América, diante dos torcedores brasileiros.

Em coletiva no início deste ano, o treinador adiantou quais serão seus critérios para a convocação.

“O desempenho e a naturalidade vão determinar a convocação. Vamos acompanhar sem conceitos prévios de mais jovens ou experientes, mas montar e estruturar uma equipe para a Copa América.”

A seleção brasileira com Tite tem 84,1% de aproveitamento, desde que Tite estreou no comando da equipe, no dia 1 de setembro de 2016.

Até agora, foram 34 jogos, com 27 vitórias, cinco empates e apenas duas derrotas, obtendo um saldo de 61 gols. Em 73,5% dos jogos, o time brasileiro não sofreu gols, tendo marcado em 91,8% das partidas.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.