×

Publicidade

Justiça

“A pena é tão leve”, diz ministro sobre condenação do goleiro Bruno

Bruno Fernandes foi sentenciado a mais de 20 anos pela morte de Eliza Samúdio. Desde que saiu da prisão, recebeu convites de times de futebol

Fernandes, segundo a Justiça, deve morar na cidade de Várzea Grande.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, afirmou na última terça-feira (21) que a pena dada pela Justiça ao goleiro Bruno Fernandes “é tão leve” e, apesar de ter cometido um crime brutal, o jogador “ainda ganha notoriedade” com os convites feitos por times de futebol.

Fernandes foi condenado a mais de 20 anos de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação do cadáver de Eliza Samúdio. Em julho de 2019, recebeu autorização judicial para ir ao regime semiaberto e deixou a prisão. Ontem (20), a Justiça autorizou o jogador a se mudar para Cuiabá, onde irá defender o Clube Esportivo Operário Várzea-Grandense. Fernandes, segundo a Justiça, deve morar na cidade de Várzea Grande.

A mudança de residência do jogador causou indignação ao ministro Terra. “Como reduzir a violência, se num crime brutal cometido por um psicopata como esse goleiro Bruno, a pena é tão leve e ele ainda ganha notoriedade”, escreveu em sua conta nas redes sociais.

Continua após a Publicidade

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.