×

Publicidade

Maranhão

Flávio Dino anuncia desfiliação do PCdoB após 15 anos no partido: ‘visões diferentes’

O governador do Maranhão agradeceu ao PCdoB pela 'acolhida fraterna' durante os 15 anos de 'militância' que teve no partido e declarou haver diferenças entre ele e o PCdoB de 'estratégia e tática políticas'.

O governador do Maranhão, Flávio Dino, anunciou no início da tarde desta quinta-feira (17), que pediu sua desfiliação do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), partido no qual passou 15 anos de sua vida política. O anúncio foi feito por meio das redes sociais.

“Informo que pedi desfiliação ao PCdoB. Desejo êxito ao Partido na sua caminhada em defesa de uma Pátria Livre e Justa. Uma grande Frente da Esperança é um vetor decisivo para um novo ciclo de conquistas sociais para o Brasil. A tal tarefa seguirei me dedicando”, declarou Flávio Dino.

O governador do Maranhão também agradeceu ao PCdoB pela ‘acolhida fraterna’ durante os 15 anos de ‘militância’ que teve no partido e declarou haver diferenças entre ele e o PCdoB de ‘estratégia e tática políticas’. Segundo Flávio Dino, essas diferenças são menos importantes do que o reconhecimento dele em relação ao partido.

“Agradeço ao PCdoB a acolhida fraterna nesses 15 anos de militância. Diferenças que hoje temos, de estratégia e tática políticas, são menos importantes do que o meu reconhecimento ao papel histórico do partido na defesa de um novo projeto nacional de desenvolvimento para o Brasil”, destacou Dino.

Governador Flávio Dino anuncia desfiliação do PCdoB após 15 anos no partido — Foto: Divulgação

No documento enviado ao PcdoB, pedindo a desfiliação, Flávio Dino afirmou haver ‘visões diferentes’ entre ele e o partido comunista.

Continua após a Publicidade

Na última terça-feira (15), Flávio Dino já havia sinalizado, durante entrevista a um jornal, que considerava “uma possibilidade” sair do PCdoB para o Partido Socialista Brasileiro (PSB). Na ocasião ele declarou que havia defendido no PCdoB que fosse feita uma união na modalidade da chamada federação partidária e ele acreditava que essa união era possível de ser feita com o PSB.

No entanto, após anunciar a saída do PCdoB nesta quinta, Flávio Dino ainda não revelou em qual partido irá se filiar. Porém, a expectativa é de que o governador do Maranhão se filie, na próxima semana, ao PSB.

As conversas entre Flávio Dino e o Partido Socialista se iniciaram ainda no ano passado. Desde do início de maio, que Dino vinha conversando com aliados para levá-los para a legenda.

O governador do Maranhão é cotado para disputar o Senado nas Eleições 2022, no entanto, ainda é especulada a possibilidade de ele compor, como vice, na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que disputará a Presidência da República em 2022.

De 1987 a 1994 Flávio Dino foi filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). Já em 2006 ele se filiou ao PCdoB e em 2014 foi eleito governador do Maranhão, sendo o primeiro filiado do PCdoB a governar um Estado.

Flávio Dino de Castro e Costa nasceu em São Luís em 30 de abril de 1968, filho de Rita Maria e Sálvio Dino. Cursou o ensino médio no Colégio Marista, onde deu início à vida política como líder estudantil. Formou-se bacharel em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), onde exerceu o cargo de coordenador do Diretório Central dos Estudantes (DCE). Exerceu o cargo de juiz federal por 15 anos, tendo abandonado a carreira em 2006 para ingressar na vida política, se filiando ao PCdoB. Foi presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), cargo que ocupou até março deste ano, devido à sua pré-candidatura ao governo do Maranhão.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.