×

Publicidade

Maranhão

Sete casarões do Centro Histórico estão em reforma por meio do Programa Adote um Casarão

O Governo do Estado, por intermédio do Programa Adote um Casarão, está realizando um conjunto de reformas em casarões do Centro Histórico de São Luís. A ação, coordenada pela Secretaria de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), tem o objetivo de fomentar o empreendedorismo local e revitalizar imóveis públicos, de propriedade do estado, que estão subocupados ou desocupados.

Atualmente, sete imóveis do Centro Histórico de São Luís estão em obras na Rua Grande, Rua da Palma, Rua do Giz, Rua Rio Branco, Avenida Magalhães de Almeida, além de dois situados na Rua da Estrela.

Na Rua Grande, o prédio onde funcionava a antiga Secretaria de Educação do Estado será reformado por uma empresa adotante e transformado em um shopping cultural com praça de alimentação e espaço de convivência.

Continua após a Publicidade

Reestruturado, o imóvel da Avenida Magalhães de Almeida será uma unidade habitacional destinada a famílias de baixa renda. As obras dos prédios da Rua da Palma, Rua do Giz e Rua Rio Branco fazem parte de uma parceria com a Vale e, posteriormente, terão sua destinação.

“O Adote um Casarão, no âmbito do programa Nosso Centro, é um ativo muito importante que o governador Flávio Dino oportuniza para revitalizar e valorizar nosso patrimônio histórico, gerando empregos e incentivando o empreendedorismo”, destacou o secretário de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano da Secid, Márcio Jerry.

Nosso Centro

O Programa Nosso Centro, criado pelo Governo do Maranhão, por meio da Secid, tem por objetivo fazer do Centro Histórico de São Luís referência em renovação e desenvolvimento sustentável, preservando a historicidade e cultura ao mesmo tempo em que promove o local como espaço democrático.

Adote um Casarão

Adore um Casarão é um programa que faz parte de uma estratégia executada por meio do Programa Nosso Centro, do Governo do Estado. Tem a finalidade de fomentar o empreendedorismo e ocupar os imóveis públicos ociosos ou subocupados, de propriedade do Estado, com atividades que promovam o desenvolvimento sustentável do Centro Histórico de São Luís, aliado à preservação do patrimônio. As adoções são feitas por meio de editais com a finalidade de identificar pessoas físicas ou jurídicas, de direito privado, com ou sem fins lucrativos, que tenham interesse em recuperar e utilizar esses casarões para uso comercial e cultural por 10 anos, renováveis por mais cinco anos.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.