×

Publicidade

Polícia

Alguém próximo da família pode ter matado o marido da deputada Flordelis

Cães não reagiram à chegada de criminosos. Material dos animais foi levado para exame toxicológico. Pastor Anderson do Carmo foi assassinado quando chegava em casa.

Deputada Flordelis no velório do marido neste domingo (16) â?? Foto: Reprodução/TV Globo

A Delegacia de Homicídios de Niterói colheu material dos cães da casa da deputada federal Flordelis, cujo marido, Anderson do Carmo, foi assassinado a tiros na madrugada deste domingo (16). O material foi enviado para exame toxicológico.

O objetivo do exame – cujo resultado deve ser concluído nesta terça-feira (18) – é determinar se os cães foram dopados, uma vez que os animais não reagiram à presença do responsável ou responsáveis pelo homicídio.

Continua após a Publicidade

Diante da ausência de reação dos animais, a polícia não descarta a possibilidade de que o crime também possa ter sido cometido por alguém conhecido ou próximo à família.

Os policiais já analisam imagens das câmeras de segurança da vizinhança para saber quantas pessoas participaram do crime. Sabe-se, porém, que o assassinato foi cometido com pistola nove milímetros – todos os disparos feitos contra Anderson eram desse calibre.

O pastor trocava de roupa em um closet que fica ao lado da garagem da casa no momento do crime.

Diante da quantidade de tiros – a vítima foi atingida por pelo menos 15 disparos -, a hipótese de latrocínio já é quase que totalmente descartada.

Ao longo desta segunda-feira (17), policiais deverão tomar o depoimento de integrantes da família e outras possíveis testemunhas.

Ver comentários
  • Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.