×

Publicidade

Polícia

‘Um homem frio, calculista’, diz mãe de menina morta por vizinho

Chavantes (SP) decretou luto oficial de 3 dias. Corpo de Emanuelle foi enterrado nesta terça-feira. Polícia quer saber se criança foi vítima de abuso

Sob comoção na cidade, corpo de Emanuelle foi enterrado na cidade de Chavantes.

A mãe de Emanuelle Pestana de Castro, de 8 anos, que foi morta a facadas pelo vizinho, afirmou que não suspeitava de Agnaldo Guilherme Assunção, que já confessou o assassinato da criança a facadas. “Ele teve lá fazendo busca junto. Ontem ele desceu do carro, me deparei com ele, com o pé todo cheio de barro e falou assim para mim: a gente foi lá na frente, achamos ossada mas era de animal. Com a cara mais cínica do mundo. Aquele homem frio, calculista, que você nunca imaginava”, revelou.

lavrador de 49 anos confessou à polícia ter matado Emanuelle, que estava desaparecida desde sexta-feira (10) em Chavantes, no interior de São Paulo, por vingança. Ele era vizinho da vítima e alegou que cometeu o crime porque a mãe da menina não permitia que ela brincasse com o enteado dele.

corpo da garota foi encontrado no fim da noite desta segunda-feira (13) após o suspeito apontar onde abandonou a menina, em uma região de mata em uma fazenda, cerca de 10 quilômetros do local do desaparecimento.

Continua após a Publicidade

A garota foi de bicicleta com Agnaldo até uma área de reflorestamento e no local, segundo a polícia, ele teria dado uma facada nas costas da menina e em seguida outros golpes no peito dela. Agora a polícia quer saber também se ela foi vítima de abuso. O laudo deve sair em 30 dias.

Sob comoção na cidade de Chavantes, que tem 12 mil habitantes, o corpo de Emanuelle foi enterrado nesta terça-feira (14) após 4 dias de buscas. Foi decretado luto oficial de 3 dias no município.

A família de Agnaldo afirma que agora está sofrendo ameaças na cidade e garante que desconhecia o fato de que ele havia matado a menina. O irmão do suspeito de nome Fernando disse que “protegeu o irmão acreditando na inocência dele”. E completou: “ele participou das buscas, infelizmente tive essa notícia triste para minha família. A gente jamais esperava que o criminoso estaria dentro da minha casa”.

Agnaldo Assunção foi preso e levado para a cadeia de São Pedro do Turvo e vai passar pela audiência de custódia nesta terça-feira (14). De acordo com a Polícia Civil de Chavantes, o suspeito já tem passagem por homicídio, cometido há cerca de 30 anos. Ele teria matado o próprio irmão após uma discussão.

 

 

 

Fonte:R7.com

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.