×

Publicidade

Política Nacional

Onyx vê ‘risco zero’ de MP da reforma administrativa perder a validade

Medida provisória que reduziu de 29 para 22 o número de ministérios precisa ser aprovada pelo Congresso até 3 de junho. MP trata da transferência do Coaf para a pasta da Justiça.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta terça-feira (14) que é “zero” o risco de a medida provisória da reforma administrativa perder a validade.

A MP foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e reestruturou o governo, com a redução do número de ministérios de 29 para os atuais 22. Entre as mudanças, está a transferência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Ministério da Justiça.

A MP entrou em vigor ao ser publicada no “Diário Oficial da União”. Porém, se não for aprovada nos plenários da Câmara e do Senado até 3 de junho, perderá a validade. Assim, o governo voltaria a ter 29 ministérios, mesma estrutura do final do governo de Michel Temer.

Continua após a Publicidade

Uma comissão do Congresso aprovou a MP, mas não houve acordo na semana passada para que o texto fosse analisado no plenário da Câmara. A medida só deverá ser votada na próxima semana, a duas semanas do prazo final de aprovação.

Diante do prazo, Onyx foi questionado por jornalistas nesta terça a respeito da chance de a MP perder a validade. O chefe da Casa Civil respondeu: “Não, nenhum, risco zero.”

Segundo fontes do Palácio do Planalto ouvidas pela TV Globo na semana passada, Bolsonaro se referiu ao risco da MP perder a validade ao citar, em um evento com dirigentes da Caixa Econômica Federal, a possibilidade de um “tsunami” no governo.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.