×

Publicidade

Assembleia MA

Em audiência pública, Duarte Jr cobra soluções para abastecimento de água em São Luís

Moradores do Coroadinho reivindicaram melhorias na prestação do serviço; bairro sofre com falta de água há mais de 20 anos

Nesta terça-feira (25), pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias, o deputado Estadual Duarte Jr. (PCdoB) realizou audiência pública no Polo Coroadinho, no Centro Educacional e Profissional (CEPC), para conhecer de perto as reivindicações da comunidade sobre o fornecimento de água e tratamento de esgoto.

Na mesa, os deputados Duarte Jr e Wellington do Curso, a secretária de Estado da Juventude, Tatiana de Jesus, representantes da Caema e Procon-MA ouviram relatos de problemas sofridos pelos moradores do polo Coroadinho, como água suja e esgotos a céu aberto, problemas que, segundo os moradores, já são de longa data.

Continua após a Publicidade

Dona Luizinha, presidente de um centro cultural esportivo no local, disse que, devido à escassez de abastecimento, a venda de água se estabeleceu como o comércio mais lucrativo do Coroadinho. “A gente vive assim, o povo deixa de comprar o comer pra comprar água, pra lavar, pra banhar, mas essa água não presta pra beber”, disse Luizinha, que convidou a mesa para visitar ruas no local que apresentam sérios problemas. “Nós vivemos à margem de um esgoto a céu aberto, que desce na margem do Bacanga”, completou.

O diretor de abastecimento e manutenção da Cemar, Leonardo Lima, reconheceu a falta de investimento na área de saneamento em um dos maiores conjuntos habitacionais do Brasil, com 32 bairros e mais de 150 mil habitantes. “A cidade continua crescendo, o tempo vai passando e as demandas vão aumentando. E também há um desperdício em alguns pontos e o rodízio de água também em São Luís, todos sabem é na cidade inteira, não é só aqui. Dificulta um atendimento mais a contento”, declarou, afirmando o compromisso da Caema de ouvir e atender as demandas. “Nós estamos aqui pra ouvi-los pra saber em que podemos dar ênfase e o que tem a Caema também em termos de investimento e o que está fazendo pra tentar melhorar não só o abastecimento como a coleta de esgoto”, disse.

Dessa forma, os seguintes encaminhamentos foram definidos: a criação de um projeto piloto para solução das demandas e estabelecimento de prazo para que a Caema apresente análise, até o dia 18 de julho, de resolução do problema dos poços, bem como sugerida a elevação e tratamento geral de esgoto e a construção de uma rede separada de água potável. Também foi encaminhada a criação de uma frente para urbanização do Coroadinho.

Duarte Jr afirmou que o fornecimento de água é um serviço essencial e deve ser prestado de forma contínua, ininterrupta e eficiente. O parlamentar propôs a criação de um grupo de trabalho para atuar junto à Caema no monitoramento das ações planejadas, formado por lideranças dos bairros e deputados. “Se nós somos servidores públicos, nós temos que nos unir para que nenhuma pessoa passe por um transtorno como esse, porque é um direito fundamental que as pessoas têm, que o cidadão tem, o abastecimento de água e esgoto, um serviço esse que tem que ser eficiente, assim de acordo com o Código de Defesa do Consumidor.”

Estiveram presentes moradores, líderes comunitários, o deputado Wellignton do Curso, a secretária de Estado da Juventude, Tatiana de Jesus Pereira Ferreira; o diretor de abastecimento e manutenção da Caema, Leonardo Lima; o engenheiro da Caema, Cristovam Filho; o chefe do jurídico do Procon, Marcos Lima; e o mestrando da UEMA e pesquisador da aérea de Saneamento Ambiental, Marcos Silva.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.