×

Publicidade

Câmara SL

Bárbara Soeiro participa da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”

Também objetiva propor medidas de prevenção e combate à violência, além de ampliar os espaços de debate com a sociedade.

A vereadora Bárbara Soeiro (PSC), representando o Poder Legislativo municipal, participou da abertura oficial da Campanha dos “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher”, que aconteceu na tarde desta quinta-feira (21), na Casa da Mulher Brasileira, localizada, na Avenida Professor Carlos Cunha, 572, bairro Jaracati, em São Luís.

A Campanha, que é desenvolvida desde 1991 por um grupo de feministas, tornou-se uma mobilização global envolvendo 160 países, que foram convocados pela Organização das Nações Unidas (ONU), com o objetivo de sensibilizar e compartilhar conhecimentos e práticas para prevenir e eliminar a violência contra mulheres e meninas em todo o mundo.  Também objetiva propor medidas de prevenção e combate à violência, além de ampliar os espaços de debate com a sociedade. A campanha apresenta calendários adaptados à realidade de cada país.

No Maranhão, a Campanha dos “16 dias de Ativismo”, conta com a participação de diversos atores da sociedade civil e do poder público, a exemplo da Secretaria de Estado da Mulher, Assembleia Legislativa do Maranhão, Delegacia da Mulher, dentre outros, que se unem no fortalecimento de medidas para a erradicação da violência referente ao gênero.

Continua após a Publicidade

Durante a abertura da campanha em São Luís, foi proferida uma palestra pela secretária estadual de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeiras, da Bahia, que explanou sobre a rede de enfrentamento à violência contra a mulher.

Ao destacar a importância da campanha no combate à violência e ao crime de feminicídio, a vereadora Bárbara Soeiro, em seu pronunciamento, enfatizou a necessidade de políticas públicas voltadas para o enfrentamento da violência contra as mulheres.

“O enfrentamento da violência contra as mulheres é uma tarefa que necessariamente precisa envolver diversos setores governamentais e da sociedade com estratégias e ações articuladas, de tal forma, que resultem não só em denúncias ou medidas punitivas aos agressores, mas, também, em transformações que propiciem mudanças de comportamentos machistas legitimados em uma sociedade ainda patriarcal e que sustenta as desigualdades de gênero, que são a causa principal da violência”, disse a parlamentar.

Unificação

Anualmente, os “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” têm início no dia (25) de novembro – Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher, e término no dia (10) de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos. No Brasil, para combater a dupla discriminação vivida pelas mulheres negras, ampliou-se de 16 para 21 dias de ativismo, com o objetivo de unificar a campanha às atividades do Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado dia 20 de novembro.

No Brasil, neste ano, iniciou-se no último dia 18 de novembro, com a Marcha das Mulheres Negras, e se estende até o dia 10 de dezembro, passando pelo dia 6 de dezembro, Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

Também objetiva propor medidas de prevenção e combate à violência, além de ampliar os espaços de debate com a sociedade.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.