×

Publicidade

São Luís

Escola da Prefeitura desenvolve projeto de valorização da cultura popular e dos festejos juninos

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), identifica práticas pedagógicas exitosas implementadas na rede municipal de educação. Um exemplo é o projeto “No meio do caminho encontrei…” que está sendo realizado pela equipe de professoras da Educação Infantil da U.E.B. Maria de Jesus Carvalho, localizada no bairro Vila Palmeira.

Inspirado no poema “No meio do caminho” de Carlos Drummond de Andrade, o projeto busca aproximar o conteúdo do currículo pedagógico da realidade de crianças a partir de objetos e personagens encontrados no dia a dia deles, tornando a aprendizagem significativa.

Neste mês, o projeto tem como tema “No meio do caminho encontrei Catirina” e trará aulas e atividades voltadas para a valorização da cultura popular maranhense, identidade, artes e danças tradicionais das festas juninas do Maranhão, além dos conteúdos do currículo pedagógico como coordenação motora, habilidades manuais, traços, sons, cores, formas, espaço, tempo, quantidades, entre outros.

Continua após a Publicidade

“É uma alegria acompanhar iniciativas de valorização da nossa cultura e que, ao mesmo tempo, estimulam as crianças a reconhecer a riqueza do nosso patrimônio material. A Semed tem fomentado essas atividades como parte dos projetos da gestão Eduardo Braide. Essas crianças vão crescer com esse sentimento de amor pelas tradições da nossa cidade e do nosso estado, e será uma memória afetiva por estarem aprendendo de forma lúdica, com esse trabalho tão bonito que a U. E. B. Maria de Jesus Carvalho está realizando”, destacou o secretário da Semed, Marco Moura.

Além do bumba meu boi, os sotaques, as toadas, vestimentas, danças, o projeto também abordará a preservação e valorização do patrimônio cultural relacionando ao conhecimento que as crianças têm sobre o Parque Folclórico Humberto de Maracanã, mais conhecido como Parque Folclórico da Vila Palmeira, que é um patrimônio cultural do bairro onde vivem. Também trará conteúdo sobre meio ambiente, poluição, queimadas, coleta seletiva, reciclagem, água e seus benefícios, uso consciente da água e alimentação alternativa.

Ao final do projeto, a ideia é realizar uma espécie de coletânea das produções dos alunos em vídeo, com trilha sonora temática alusiva às festas juninas, para ter um registro no qual crianças vejam o quanto elas já produziram.

 

Projeto 

“Nós iniciamos o projeto no começo deste ano, com temáticas variadas, falando dos elementos da natureza, dos animais, da família. Agora estamos trazendo Catirina que é um símbolo da nossa cultura e faz parte da história que deu origem ao bumba meu boi. As crianças estão adorando, porque elas têm um vínculo muito forte com os festejos juninos. Para nós é muito gratificante ver a felicidade delas”, afirmou a gestora da escola, Adriana Barbosa.

A pedagoga Karliane Mendes Silva é a professora do Infantil 2. Ela planeja as aulas, grava vídeos onde a Catirina é a personagem principal; edita e orienta as atividades, ensinando e tirando as dúvidas de meninos e meninas de 4 anos. Apesar da pouca idade, eles já sabem o valor da cultura local e vibram a cada aula, principalmente quando o tema é o bumba meu boi.

“A U. E. B. Maria de Jesus Carvalho fica localizada na Vila Palmeira, que é um bairro onde as manifestações culturais são muito presentes e a comunidade tem um sentimento muito forte de respeito e amor pelo São João. Então trazer para a escola o tema do bumba meu boi torna a aula mais significativa e fortalece o sentimento de pertencimento”, afirmou a professora Karliane Mendes.

Para Maria Luiza, aluna de Karliane, tem sido exatamente assim. A cada aula, a cada atividade que recebe ela vibra e pede a ajuda da avó Zildener Barros para fazerem juntas e brincarem. Dona Zildener afirma que está sendo um aprendizado diferente, uma outra forma de aprender, sem estar fisicamente junto dos amiguinhos e da professora, mas que a criatividade da escola e a maneira como os conteúdos são abordados, estão ajudando a neta a manter o vínculo com a escola.

Quanto ao projeto ”No meio do caminho encontrei Catirina”, ela disse que é uma ótima iniciativa. “Um dos maiores desafios dos professores é ensinar aos alunos a importância da cultura. Temos muitas lendas e mitos, festas populares, danças, cantigas de roda, mas não se trata apenas disso, simboliza de fato a cultura popular e apresenta grande importância na identidade de um povo”, disse dona Zildener.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.