×

Publicidade

São Luís

Prefeito Braide prestigia retomada da Feirinha São Luís no Centro Histórico da capital

 

A Feirinha São Luís voltou a animar a população e turistas neste domingo (25), após quatro meses paralisada por causa das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus. A retomada do evento, que foi prestigiado pelo prefeito Eduardo Braide, se deu em novo formato para além da Praça Benedito Leite, onde se originou. A partir de agora, são três pontos com diferentes atrativos, movimentando ainda mais o Centro Histórico da capital.

“A Feirinha São Luís foi toda reformulada. A partir de agora, acontece em um espaço ainda maior para mais conforto e segurança de todos os visitantes. Nossos produtores rurais, expositores e empreendedores agora voltam a ter suas rendas com o evento aos domingos. A volta está sendo possível por causa da campanha de vacinação contra a Covid, que já alcançou todos os adultos e, agora, está sendo ofertada para os nossos adolescentes”, destacou o prefeito Eduardo Braide, acompanhado da primeira-dama, Graziela Braide.

Continua após a Publicidade

De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), Liviomar Macatrão, a reformulação do evento se dá com o objetivo de ocupar ainda mais a região onde a Feirinha acontece. “Estamos voltando com um novo formato, de modo a ocupar ainda mais o Centro Histórico da nossa cidade. Agora contamos com três espaços, que oferecem aos visitantes diferentes serviços e mais conforto para que o domingo na Feirinha São Luís seja agradável a todos. Estamos obedecendo a todos os protocolos sanitários, sendo o principal deles o controle de entrada, com aferição de temperatura e distribuição de álcool para higienização das mãos”, destacou.

O novo formato da Feirinha São Luís ocupa, agora, além da Praça Benedito Leite, as ruas de Nazaré e do Egito também, ambos os espaços no mesmo perímetro. “Achei assertiva essa expansão da feirinha, estou adorando. Deu a oportunidade de a gente apresentar de uma forma melhor os nossos produtos aos visitantes, sem falar que com a descentralização dos espaços a gente não só ocupa ainda mais o nosso Centro Histórico, mas, também, obedece minimamente ao distanciamento social, que é importante para combater o coronavírus”, disse a artesã Raquel de Jesus, de 50 anos.

De acordo com a secretária de Inovação, Sustentabilidade e Projetos Especiais, Verônica P. Pires, a expansão da Feirinha São Luís é fruto da união de ideias da pasta com a Semapa. “Antes, havia uma limitação muito grande de espaço. Agora, temos uma possibilidade maior, logo, conseguimos acomodar mais pessoas. Essa distribuição espacial que realizamos partiu de uma discussão que pautou uma série de pontos que deveriam ser levados em consideração para que a gente conseguisse fazer uma feirinha maior, mais organizada e que fosse melhor tanto para os permissionários quanto para os visitantes”.

Estiveram, também, na Feirinha São Luís deste domingo (25), a vice-prefeita Esmênia Miranda, os secretário Cláudio Ribeiro (SMTT), Marco Duailibe (Secult), Saulo Santos (Setur), Joaquim Haickel (Secom), Diego Rodrigues (Semit), Marco Moura (Semed), David Col Debella (Semosp), Joabson Júnior (Comitê Gestor de Limpeza Urbana), Walber Filho (Impur) e Felipe Mussalém (Andes), além dos vereadores Marlon Botão (PSB), Ribeiro Neto (PMN), Raimundo Penha (PDT), Silvana Noely (PTB), Chico Carvalho (PSL), Álvaro Pires (PMN) e António Garcez (PTC).

 

Feirinha São Luís expandida

Na Praça Benedito Leite, antes o único espaço da Feirinha São Luís, os canteiros ficaram reservados exclusivamente para as atividades infantis e para quem estivesse a fim de um piquenique em família ou entre os amigos. Lá, também passou a funcionar uma Central de Atendimento ao Turista (CAT) com informações especializadas para aproveitar a viagem ao Destino São Luís, o setor Institucional e o Espaço Pet.

Ainda no entorno, ficaram alocados os expositores de artesanato com uma variedade de peças e objetos decorativos regionais e produtores agroecológicos, um dos principais atrativos da Feirinha São Luís. Nos stands, os visitantes encontraram alimentos de origem vegetal ou animal oriundos da agricultura familiar da zona rural, de sistemas que promovem o uso sustentável dos recursos naturais e produzem alimentos livres de contaminantes.

Público aprovou 

Achei que ficou mais organizado, melhor para caminhar e olhar os produtos com mais calma, sem falar que evitou a multidão de pessoas, que não está sendo recomendada por causa da Covid. Está tudo muito bonito, seguro e espero que continue assim. A feirinha é um dos melhores lugares para estar nos dias de domingo, então, que a gente saiba aproveitar dessa retomada com responsabilidade para que não seja necessário paralisar novamente”, comentou a aposentada Maria do Rosário Sousa, de 69 anos.

Na Rua de Nazaré, que liga a Praça Benedito Leite à Praça João Lisboa, ficaram concentrados os vendedores de comidas típicas e doces, além de outros alimentos próprios da Feirinha São Luís. As barracas foram instaladas em toda a extensão da via, tornando o espaço um verdadeiro corredor do que há de mais saboroso na gastronomia local e maranhense.

Já na Rua do Egito, os visitantes puderam encontrar os trailers de food truck, em mais um espaço para desfrutar do que há de melhor na culinária. O novo ponto também recebeu muitos elogios, haja vista a arborização existente no espaço, que suavizou o calor que fazia neste domingo (25).

Essa expansão da Feirinha São Luís, da Praça Benedito Leite às ruas de Nazaré e do Egito, também agradou aos turistas. “Eu já tinha visitado a feira em 2018, foi uma memória que levei embora comigo. Agora, tive a sorte de estar aqui no dia da retomada desse evento e estou muito satisfeito com as mudanças que foram feitas. Lembro que antes acontecia somente aqui na praça e ao lado da igreja, onde as pessoas faziam uma festa. Agora, está ainda mais divertido, essa expansão foi uma boa iniciativa”, disse o advogado de São Paulo, Leonardo Andrade, de 35 anos.

 

Retomada de atividades culturais

A volta da Feirinha São Luís é uma oportunidade não só para os agricultores, feirantes, artesãos e demais permissionários que fazem o evento, mas, também para os artistas locais que, em mais de um ano de pandemia, tiveram de se afastar do público e do que mais amam fazer: arte, seja por meio da música, da dança, das manifestações tradicionais do Maranhão, entre outras.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Marco Duailibe, a retomada da Feirinha São Luís é motivo de comemoração, pois significa, também, o reaquecimento do setor cultural. “É um momento muito feliz para todos nós, ainda mais para os nossos artistas e todos os demais envolvidos nas atividades culturais da nossa cidade. A Feirinha São Luís está de volta, em um novo formato, e com segurança vamos dar oportunidade para todos do setor cultural”.

Segundo o secretário municipal de Turismo, Saulo Santos, a retomada do evento é um atrativo a mais para quem está pela cidade a passeio. “O retorno da Feirinha, junto com o avanço da vacinação em São Luís, marca o retorno das atividades de lazer, dando a possibilidade tanto ao morador quanto ao turista de conhecer o nosso Centro Histórico e apreciar o que pode ser encontrado nele”, pontuou.

 

Atrações

Neste primeiro domingo da retomada, a diversão do público presente foi embalada ao som de Teresa Canto e Duo Musique. As atrações fizeram a festa no Palco Coreto, na Praça Benedito Leite.

 

Protocolos sanitários

Toda a área da Feirinha foi preparada para garantir a segurança sanitária de feirantes e visitantes. Bombeiros civis atuaram nos três espaços, reforçando as orientações aos visitantes da importância de seguir os protocolos sanitários em prevenção à Covid-19. Foram instalados totens com álcool em gel em pontos estratégicos, e a temperatura dos visitantes foi aferida logo ao entrar no espaço, onde o uso de máscara foi obrigatório durante todo o tempo.

 

 

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.