×

Publicidade

São Luís

Prefeitura de São Luís conclui demolição do prédio “Balança mais não cai”

Prédio, que apresentava estruturas deterioradas, foi eliminado da paisagem do bairro do São Francisco, tranquilizando moradores, comerciantes e transeuntes

Prefeitura de São Luís conclui demolição do prédio ?Balança mais não cai?

A Prefeitura de São Luís concluiu, esta semana, a demolição do prédio Santa Luzia, popularmente conhecido como “Balança mais não cai”, no bairro São Francisco. O serviço, executado por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), foi executado antes do prazo previsto. Os primeiros passos foram garantir segurança à estrutura, com o escoramento das lajes e a instalação de telas de proteção para evitar acidentes, pois o edifício situava-se em uma rua movimentada e era cercado por residências e estabelecimentos comerciais.

O prédio, que apresentava estruturas deterioradas, foi eliminado da paisagem do bairro do São Francisco, tranquilizando moradores, comerciantes e transeuntes. Construído em 1990, o prédio de oito pavimento, por seu estado de abandono, era uma ameaça crescente no bairro, principalmente no período de chuvas. Foi durante esta estação que ganhou o nome popular. A demolição do prédio Santa Luzia gerou, pelos cálculos da Semurh, mais de 1.900 toneladas de escombros, transferidos em caçambas para locais adequados para o descarte.

Prefeitura de São Luís conclui demolição do prédio ?Balança mais não cai?

Continua após a Publicidade

Os serviços foram iniciados de maneira manual com uso de martelete leve

Iniciado em setembro deste ano, os serviços de demolição do prédio foi o primeiro desta natureza executado pelo poder público municipal. Os serviços foram iniciados de maneira manual com uso de martelete leve. “Com a realização do serviço de demolição, a população que habita na vizinhança passou a desfrutar de uma sensação de tranquilidade, assim como todas as pessoas que transitam pela Avenida Castelo Branco e pela Rua 3 do São Francisco, e suas transversais”, avaliou o secretário municipal de Urbanismo e Habitação, Mádison Leonardo Andrade.

“Após um minucioso estudo técnico preliminar, verificou-se que somente seria possível realizar a demolição de forma manual, descartando outros métodos como implosão, diante da localização e proximidade com residências e prédios comerciais”, completou o titular da Semurh.

Segundo Mádison Leonardo, a demolição manual foi a forma mais adequada, também para não elevar o grau de risco de desabamento do prédio durante a demolição de colunas, pisos e paredes. As equipes demoliram a partir do piso superior, com cuidado de utilizar escoramento em todos os sete níveis de piso inferiores. Com a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), os trabalhadores realizaram os serviços sem registrar incidentes. Todo o trabalho foi acompanhado pela Blitz Urbana.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.