×

Publicidade

São Luís

Prolongamento da Litorânea vai diminuir em 40 minutos as viagens na Grande Ilha

A extensão da Litorânea é a primeira fase desse projeto. As obras foram mostradas nesta semana a jornalistas, para que a população conheça melhor o que está sendo feito pelo Governo do Estado. 

As obras que estão sendo feitas na Avenida Litorânea compõem um novo modelo de transporte que deve encurtar em pelo menos 40 minutos as viagens diárias de quem circula entre os municípios.

A extensão da Litorânea é a primeira fase desse projeto. As obras foram mostradas nesta semana a jornalistas, para que a população conheça melhor o que está sendo feito pelo Governo do Estado.

Continua após a Publicidade

“Essa obra de prolongamento da Litorânea faz parte de um projeto maior do Governo do Maranhão, de implementação de novo sistema de transporte público na Ilha de São Luís, o BRT”, diz o presidente da Agência de Mobilidade Urbana (MOB), Lawrence Melo.

O BRT é a abreviação, em inglês, para Transporte Rápido por Ônibus. Trata-se de um deslocamento em faixa exclusiva, para acelerar as viagens.

Dois terminais

“Esse trecho da Litorânea está sendo estendido em 1.800 metros. A previsão é de entrega é de dezembro de 2019. Vai contemplar calçadas, ciclovia, duas faixas de tráfego em ambos os sentidos e uma pista exclusiva para o BRT”, explica o presidente da MOB.

O transporte tipo BRT vai interligar os municípios da Região Metropolitana e melhorar a circulação do transporte coletivo metropolitano, com dois Terminais de Integração.

O projeto também prevê, em etapa posterior à atual, a requalificação da avenida dos Holandeses.

Isso significa desafogo para avenidas como a Jerônimo de Albuquerque, permitindo a utilização do transporte rápido por milhares de usuários.

Com integração do transporte, os passageiros que utilizam o serviço intermunicipal nesse trecho economizarão no mínimo 20 minutos para ir e 20 minutos para voltar, de acordo com Lawrence Melo.

A previsão da MOB é que todas as etapas para instalação do novo sistema sejam concluídas até o fim de 2020. Para o presidente da MOB, a economia de tempo é um dos grandes ganhos do novo tipo de transporte a ser implantado.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.