×

Publicidade

Saúde

Brasil está perto de comprar 100 mi de doses da Moderna, diz Queiroga

Ministro afirmou à CPI da Covid que doses da vacina contra a covid-19 poderiam começar a chegar no último trimestre de 2021

O médico cardiologista Marcelo Queiroga, indicado para ser o novo ministro da Saúde, e o atual ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, falam à imprensa no Ministério da Saúde.

ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou à CPI da Covid nesta terça-feira (8), que o governo federal está na “iminência” de fechar contrato por 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19 da Moderna, em remessas que podem começar a chegar a partir do último trimestre de 2021.

Perguntado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) se o ministério da Saúde já se preparava para a vacinação em massa em 2022, o ministro afirmou que ainda não tem estratégia clara para o ano que vem, mas citou compras de doses que começam a chegar no final deste ano.

“Muito provavelmente vamos precisar vacinar [no ano que vem]. Mas já autorizamos e já está na iminência de ser firmado com a Moderna 100 milhões. Além disso nós vamos ter autonomia no nosso parque da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) para produzir vacinas, e não vai haver esse retardo no IFA (Instituto Farmacêutico Ativo).

Continua após a Publicidade

Um estudo aponta efetividade da vacina da Moderna de 94,1% na prevenção da covid-19. O imunizante já é utilizado em massa na Europa e nos Estados Unidos.

Ele também citou o Instituto Butantan como um dos laboratórios que poderão garantir a vacinação em 2022. Sobre a vacina Coronavac, produzida pelo instituto, Queiroga disse não acreditar nos questionamentos recentes sobre a eficácia do produto.

“A vacina da Coronavac pairam ainda dúvidas que, para mim, não devem se confirmar acerca da sua efetividade”, disse. O ministro reforçou ainda que “aposta” na tecnologia desenvolvida para outro imunizante do Butantan, a vacina Butanvac.

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.