×

Publicidade

Saúde

Hábitos simples que auxiliam na prevenção da herpes

Gustavo Menegucci, o contágio se dá por contato físico e acontece ainda nos primeiros anos de vida por meio de beijos e abraços de pessoas infectadas. “

A herpes labial é um dos vírus mais comuns entre a população mundial. A organização Mundial da Saúde (OMS) estima que cerca de 3,7 bilhões de pessoas com menos de 50 anos têm o vírus HSV-1 — causador da herpes labial.

De acordo como o dentista Gustavo Menegucci, o contágio se dá por contato físico e acontece ainda nos primeiros anos de vida por meio de beijos e abraços de pessoas infectadas. “No geral, o vírus não apresenta sintomas iniciais, já que muitas pessoas, mesmo em contato, possuem boa imunidade e resistência, o que não permite que a doença se desenvolva”.

A doença porém pode ficar em estado de latência e se manifestar em crises, que em determinadas pessoas são recorrentes e acontecem diversas vezes ao ano. “Estas podem ser desencadeadas por fatores diversos que podem incluir desde menstruação, exposição ao sol, tensão emocional ou trauma físico”, explica o dentista.

Continua após a Publicidade

Evite exposição ao sol
Devido a alta na temperatura e umidade, as crises de herpes são mais comuns nas épocas mais quentes e secas do ano. “Hidratação, uso de protetores labiais e diminuição da exposição ao sol são medidas essenciais para quem sofre de herpes recorrente”, aponta Menegucci.

Aumente a ingestão de lisina e vitamina C
Você é o que come, por isso a alimentação pode ser uma grande aliada na prevenção dos surtos recorrentes de herpes. “Alimentos ricos em lisina como ovos, leite, lentilhas e peixes devem ser incorporados ao cardápios, pois a substância ajuda a diminuir a replicação do vírus”, recomenda.

Já alimentos que contém vitamina C também são bastante eficazes na prevenção, pois ajudam no fortalecimento do sistema imune. “Presente em alimentos como laranja e abacaxi, a vitamina C propicia a regeneração da pele, imprescindível para a cicatrização rápidas das feridas causadas pela herpes”, aponta Menegucci.

Evite industrializados e alimentos ricos em açúcar
Alimentos ricos em arginina como aveia, amêndoas e granolas são o principal veto, pois a substância estimula a replicação do vírus. “A ingestão de cafeína e alimentos ricos em açúcar também devem evitados, pois estes tornam o organismo favorável a inflamações e dificulta a recuperação de crises”.

Fortaleça a imunidade
Essencial para evitar a doença, um sistema imune fortalecido deve ser trabalhado por meio dos pilares alimentação e exercício físico. “Mantenha uma dieta variada, evite alimentos processados e invista em exercícios físicos de sua preferência, que além fortalecerem o sistema imune também ajuda a diminuir o estresse, outro fator desencadeante da herpes”.

Gustavo Menegucci, o contágio se dá por contato físico e acontece ainda nos primeiros anos de vida por meio de beijos e abraços de pessoas infectadas. “

Ver comentários
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.